Amesterdão sobre duas rodas

A Amesterdão que mais gosto é aquela que deixa os neons do sexo, o cheiro a batatas fritas e todas as lojas de recordações para trás. E encontra pela frente os bairros que fogem do centro com os antigos armazéns e as suas enormes portadas coloridas, os gatos na montra de uma loja gourmet, os mercados com as roulottes de arenque fresco, o brilho da lua que espelha nos canais e ilumina as casas num silêncio artístico …

… os Potato Eaters, no Museu Van Gogh, os cafés de pé-direito com mais de 4 ou 5 metros de altura, a melhor apple pie do mundo no Noordermarket, os barcos de mercadoria que não passam nos principais canais…

… e as bicicletas.

 

 

……..

Partilhe!

passaporteutopia Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *